O "NEVOEIRO" DA QUIMIOTERAPIA 27-11-2015 PORTO

A quimioterapia continua a ser o tratamento por excelência, na luta contra o cancro. Sendo bom, no combate à doença, é cego – atinge também as células boas e afecta, também, o cérebro, com a alteração temporária das funções cognitivas. É
o que se chama “o nevoeiro da quimioterapia”.

Por que e como afecta o cérebro, durante quanto tempo e como aliviar esses efeitos, é o que nos propomos debater entre três equipas da Fundação Champalimaud: Programa de Neurociências, Unidade de Mama e Unidade de Neuropsiquiatria.

No próximo dia 27 de Novembro, a partir das 18.30 horas, numa sessão única, mais interactiva que expositiva, no Porto, na Fundação António Cupertino de Miranda,
vamos perceber melhor o que a quimioterapia faz ao nosso cérebro e como responder-lhe.

Venha saber como os tratamentos para o cancro afectam o cérebro, as razões e as soluções.

1 -Efeitos cognitivo dos tratamentos para o Cancro da Mama - Berta Sousa (Oncologista da Unidade de Mama da Fundação Champalimaud)

2 - Como se investigam as alterações cognitivas - Rui Costa - Lab. (Programa de Neurociências da Fundação Champalimaud)

3 - Avaliação e reabilitação cognitiva - Marta Camacho (Neuropsicóloga da Unidade de Neuropsiquiatria da Fundação Champalimaud)

4 - Tratamento das alterações cognitivas - Albino Maia (Neuropsiquiatra da Unidade de Neuropsiquiatria da Fundação Champalimaud)